Jornal Democrata

SÃO JOSÉ DO RIO PARDO E REGIÃO – ANO 34


Essa Verba que teima em não chegar

29/03/2021


São José do Rio Pardo, para alguns políticos, é a terra do faz de conta.
Se a cada verba que alguns políticos anunciam que viria para a cidade, São José ganhasse R$ 10 seria hoje uma potência no estado de São Paulo.
Entre o Vale do Redentor e o bairro Cassucci, já seriam unas 5 pontes.
Para os de boa memória, teríamos não um, mas uns três parques lineares na orla do rio Pardo. Coisa que faria corar o entorno do Tâmisa.
Só para pavimentação de ruas, o que vem de anúncio de verbas que viriam. Mas essa verba, sempre anunciada em pompa e circunstância, nunca chega.
Se 10% das casas cuja construção em loteamentos populares foram anunciadas por alguns políticos fossem mesmo construídas, em nível demográfico São José do Rio Pardo rivalizaria, fácil, com Ribeirão Preto ou Campinas.
Talvez fosse a maior cidade do estado, à exceção da Capital.
E as quadras? Se menos da metade das verbas para construção de quadras, anunciadas, viessem mesmo seríamos um pólo esportivo a irradiar esporte pelo resto do estado. Quiçá, pelo sul das gerais!
Quem assiste a Câmara Municipal ouve, constantemente, a frase “mas veio verba de fulano de tal para resolver esse problema”. Mas o problema está lá, teimando em mostrar que não foi resolvido e que não tem matéria em jornal ou propaganda em rede social que mude essa realidade teimosa, dura, crua.
Se realmente São José do Rio Pardo houvesse recebido as verbas anunciadas para a Perimetral por políticos, teríamos aqui um trecho de umas cinco pistas de cada lado, a fazer corar as Autobans alemãs.
Tudo com documento, sempre exibidos. Mostrados na mídia local. As vezes um vídeo de um ou outro deputado falando que pretende ajudar.
Mas verba, teimosa, nunca chega.
Nem uma das cinco pontes anunciadas entre o Cassucci e o Vale do Redentor foi construída. A cidade vai crescendo para aquele lado. Mas as pontes, e as verbas, teimam em não chegar. Mas são anunciadas. Requerimentos são mostrados.
As ruas seguem em petição de miséria, esburacadas após décadas sem manutenção. E tem político que quer discutir, fala que mandou verbas e que obras, que ninguém viu, foram feitas!
O déficit habitacional mostra que as milhares ou milhões de casas, cujas verbas vem sendo reiteradamente anunciadas, nunca foram construídas. Mas em quem teime em falar que a verba veio, ou que virá.
Mas as casas... ...não existem. E não tem requerimento exibido em rede social que possa mudar essa realidade, teimosa e dura. As verbas não chegam!
Talvez a questão fosse somente de entender o que acontece entre São Paulo e São José do Rio Pardo.
Será que tem pedágio sendo cobrado dessas verbas? Dependendo do tamanho, imagine uma daquelas carretas com centenas de pequenas rodas, trazendo toda aquela verba para São José do Rio Pardo? pagando pedágio por eixos... ...chegaria aqui vazia. Talvez seja isso.
Tomamos a liberdade de, em conversa recente com um dos defensores das verbas que foram sem nunca ter vindo, olhar-lhe bem nos olhos. Ele parecia, realmente, acreditar.
Quando questionado sobre as obras que, de fato, não existem, a máscara, digo, o babador no queixo, ficou sem respostas.
Sem estardalhaço, sem anunciar mundos e fundos, o ex-prefeito Ernani Christóvam Vasconcellos conseguiu apoio para adiantar as obras do esgoto e para modificar as estradas de entrada da cidade, todas refeitas.
E a fonte luminosa? Essa, reformada na também na gestão do ex-prefeito Ernani, nas gestões anteriores foi objeto de diversos anúncios de verbas que viriam para sua reforma. Se houvesse vindo 10% do que foi anunciado, faltariam espaços públicos para construir fontes luminosas na cidade.
Anunciar verbas que nunca chegam pode ter funcionado por mais de uma geração. Mas não funciona mais.  

*`Publicado originalmente na versão impressa de DEMOCRATA de 20/3/2021, número 1660, pág. 3



Comentários


















Leia também:

Matéria denunciada por DEMOCRATA é discutida na Câmara Municipal de Mococa

A Falta que faz uma Câmara Municipal independente

R$ 327 mil reais de superávit financeiro de exercício anterior serão usados na Saúde em Mococa

4 dias antes do desastre, prefeitura de Mococa contratou empresa para realização de projeto de AVCB

Mais notícias…




Jornal Democrata
São José do Rio Pardo e Região
Whats 19 3608-5040
Tel.: 19 3608-5040

Siga-nos nas Redes Sociais

contato@jornaldemocrata.com.br