SÃO JOSÉ DO RIO PARDO E REGIÃO – ANO 34

Pare de Procrastinar

03/12/2020 - Alessandra Pimenta

O ato de procrastinar é um dos grandes entraves para uma vida plena; estudos apontam que a maior razão de arrependimento e sentimento de culpa que atormenta a muitos, na maior parte das vezes, está relacionada com as coisas que elas deixaram de fazer, e não com as coisas que realmente fizeram.
Perder oportunidades por deixar tudo para depois é um desperdício de tempo, mas que atire a primeira pedra quem nunca apertou o botão soneca do despertador do celular.


Passar o tempo cumprindo obrigações que não nos agradam, que são meramente burocráticas, chatas ou difíceis é a rotina de muitos no trabalho. Tais tarefas costumam ser vistas como desagradáveis e desmotivadoras e não temos qualquer estímulo para a realização delas em tempo hábil, por isso procrastinamos. Lutar contra o ato de procrastinar é aumentar nossa capacidade de realização de tarefas difíceis, porém necessárias.

Motivação por recompensas e punições
Uma boa forma de driblar as atividades mais enfadonhas é criar recompensas e punições. Esta motivação extrínseca ativa instintos que nos movem. Coloque gratificações para as tarefas mais chatas. Mesmo uma pequena recompensa estimula seu cérebro a não deixar nada para depois. E uma punição, por mais boba que seja, faz você lembrar o quanto não cumprir o combinado gera coisas ruins.

A motivação baseada em metas e suas armadilhas
Quando a motivação para executar tarefas diárias é baseada em metas, é bem provável que haja uma melhoria na produtividade, em compensação não haverá felicidade duradoura na execução de tarefas cumpridas em piloto automático para não sofrer punições.


As metas, por mais necessárias que sejam para o alcance dos números mensais de uma empresa, contribuem fortemente para uma frustração. A motivação por metas tem a tendência de nos deixar desanimados.


A melhor forma de se sentir motivado para cumprir hábitos é com motivação interna, para isso você precisa parar e pensar quais são os seus propósitos e o que leva você a realizar determinada tarefa. Quando há motivação interna a chance de procrastinar é praticamente nula.

Criando hábitos
É impossível fugir da execução das tarefas enfadonhas; algumas só terão esta característica no início, e com o passar do tempo viram rotineiras. Algumas vezes é preciso se acostumar com esses trabalhos chatos, até que eles cheguem ao ponto de se automatizarem em seu cérebro.
Os efeitos emocionais das tarefas enfadonhas variam, mas o fato é que quanto maior a aversão à tarefa que deve ser realizada, maior será o obstáculo para realizá-la. Para mudar isso é preciso criar novos hábitos, pois manter as coisas como estão nos deixa inertes e paralisados.

Incluindo novos hábitos para superar a procrastinação
A lista de hábitos é uma ferramenta simples e fundamental para desenvolver a disciplina na luta contra a procrastinação, pois ajuda a fortalecer a força de vontade e parar de adiar tudo o que é importante.Com três minutos diários é possível fazer uma lista com todas as mudanças significativas, assim seu cérebro entende como vencer a fraqueza e adquire força para o desenvolvimento de novos hábitos. Não importa qual o hábito que precisa mudar, você pode incluir dentre os novos hábitos acordar cedo, parar de fumar, ou parar de apertar o botão soneca, deixar de comer demais, perder menos tempo na internet ou não beber em excesso. Escolha os novos hábitos, o próprio preenchimento da lista é, por si só, um novo hábito, e este é um bom passo para uma nova vida sem procrastinação.

Como funciona a lista de hábitos
A lista é bem simples e funciona como uma tabela preenchida diariamente, pode ser escrita a mão ou no Excel, onde cada tabela corresponde a um mês, as linhas representam os dias e as colunas os hábitos. Imponha uma meta mínima para cada um dos hábitos, e defina metas baixas para não eliciar uma aversão emocional e aumentar a chance da procrastinação surgir. Agora é só colocar em prática esta mudança gradativa.

O fim da procrastinação
Defina o seu propósito e aonde quer chegar. Sem ter isso em mente, as chances de sentir o desânimo que leva a procrastinar aumentam consideravelmente. A luta contra a procrastinação é uma tarefa diária; fatalmente você terá dias de desânimo, porém isso tudo é uma questão de escolha e é possível, sim, mudar esse cenário. A adoção de novos hábitos, bem como a maior compreensão de como funcionam os seus mecanismo de procrastinação, são fundamentais para uma vida de prazos cumpridos e menos atrasos. 

Alessandra Pimenta de Souza é psicóloga Clínica, inscrita no CRP 06/137648 e atua com foco na terapia comportamental. Contato: (19) 99291-9886 – Instagran: @alessandrapiment.psi


Mais artigos de Alessandra Pimenta

Mais notícias

Mais notícias…

Jornal Democrata
São José do Rio Pardo e Região
Whats 19 3608-5040
Tel.: 19 3608-5040

Siga-nos nas Redes Sociais