SÃO JOSÉ DO RIO PARDO E REGIÃO – ANO 34

O que é a bichectomia?

17/01/2021 - Marcelo Nogueira Russo

Conhecida por afinar o rosto, a cirurgia têm se tornado cada vez mais popular nos consultórios, principalmente entre aqueles que buscam um sorriso mais destacado com a redução das bochechas. 

O QUE É A BICHECTOMIA?
A bichectomia, ou lipoplastia facial como também é conhecida, é o procedimento feito para retirada parcial da “bola de bichat”, que é a gordurinha das bochechas. Por se tratar de um tecido adiposo, ele não acompanha o emagrecimento e, consequentemente, não diminui quando o paciente perde peso. A cirurgia faz com que as maçãs do rosto e a linha da mandíbula fiquem realçadas causando uma aparência estética de rosto mais fino e alongado. Estima-se que a bichectomia é capaz de afinar a espessura da face em até 70%.

A BICHECTOMIA PODE SER CONSIDERADA ESTÉTICA E FUNCIONAL
Ao contrário do que a maioria das pessoas acreditam, a bichectomia não é motivada apenas por questões estéticas. Na verdade, o procedimento pode ser chamado de estético e ou funcional. No primeiro, ele costuma ocorrer quando a queixa do paciente se resume a “cara redonda” ou as bochechas volumosas. Já no segundo, o processo acontece quando o paciente tem o costume de morder a bochecha devido ao excesso de volume. Nesse caso, é comum que feridas por dentro da boca e aftas sejam os principais problemas e resultem em bastante incômodo. Para isso, a bichectomia pode ser uma grande aliada para acabar com o desconforto. 

PRINCIPAIS VANTAGENS DA BICHECTOMIA
Além de reduzir significativamente o volume do rosto, o procedimento define as linhas da mandíbula e destaca os traços mais suaves. Outro benefício é que a remoção das bolas de Bichat dá um aspecto mais fino e alongado ao rosto, deixando-o mais simétrico. Apesar de muitas pessoas terem receio do rosto ficar flácido com o tempo, a cirurgia não tem influência negativa na flacidez de pele da face. Isso porque a gordura retirada é muito profunda em relação à pele e não é tão grande a ponto de causar flacidez. 

Quando A BICHECTOMIA não É INDICADA? 
Apesar de todos os benefícios do procedimento, existem situações em que a bichectomia não é recomendada. Quem já tem as maçãs do rosto bem altas e evidenciadas, por exemplo, não é deve investir na cirurgia. Nesse caso, é necessário ser feito uma avaliação com o cirurgião-dentista ou médico capacitado para um melhor diagnóstico. Pacientes submetidos a radioterapia ou quimioterapia, com infecções locais os sistêmicas, trismo e cardiopatias severas também não devem fazer a bichectomia. Além disso, a lipoplastia facial também não pode ser realizada em menores de idade, grávidas e pacientes com dismorfia corporal.

COMO É A FEITA A BICHECTOMIA?
A bichectomia é feita de forma intraoral. Ou seja: basta um simples corte na região interna da bochecha para realizar a cirurgia. Para começar, o paciente recebe anestesia local e, em seguida, é feita uma incisão, com cerca de 2 centímetros, por onde é retirado parte do corpo adiposo das bochechas com o auxílio de porta pinças. Depois da retirada dessas bolas, é feita uma sutura no local. Quanto ao período de duração, o procedimento pode levar até 40 minutos. 

DENTISTA PODE REALIZAR A BICHECTOMIA? 
Sim, o dentista não só possui capacidade para executar a bichectomia como também é autorizado para isso. Segundo a lei, a área de atuação da odontologia vai desde a parte acima da glândula tireóide até a raiz do cabelo, sendo a zona cirúrgica o espaço interno da boca. Sendo assim, o cirurgião-dentista é familiarizado com a região bucal desde a criação desse procedimento e é habilitado para fazê-lo.

 

Por Marcelo Nogueira Russo, cirurgião dentista. 



Mais artigos de Marcelo Nogueira Russo

Mais notícias

Mais notícias…

Jornal Democrata
São José do Rio Pardo e Região
Whats 19 3608-5040
Tel.: 19 3608-5040

Siga-nos nas Redes Sociais