SÃO JOSÉ DO RIO PARDO E REGIÃO – ANO 34

A onisciência de Deus e nossas aflições

30/01/2021 - Thiago da Silva Vieira

A princípio, podemos dizer que nós, mesmo tendo a capacidade de receber um elevado nível de conhecimentos durante toda a nossa vida, é nítido que não nos tornamos oniscientes. A onisciência é um atributo apenas de Deus, somente Ele sabe todas as coisas nos mínimos detalhes. Por isso o futuro é uma incógnita para nós, não sabemos o que irá advir nas próximas frações de tempo. Quando estamos envoltos de circunstâncias que nos trazem sofrimento, questionamos: - Por que isso veio a acontecer?” No entanto, fica claro que não vamos ter respostas com exatidão, porém, por conhecermos Aquele que sabe todas as respostas, devemos descansar e nos alegrar. É inegável para o cristão que Deus sabe de todas as coisas, logo isso é um alívio para nós, uma vez que Deus é sábio. Mas não somente por isso, mas também porque Deus é bom. Há de se considerar que ao saber que existe um Deus todo poderoso e totalmente sábio, mas não bondoso, não traria nenhum alívio para nós em meio às tribulações, isso porque nossas tribulações não seriam de forma planejada por esse Deus para o nosso bem. Em outras palavras, nosso Deus é bom. Isso significa que tudo o que acontece tem por finalidade o nosso bem. Deus não quer que soframos, não para sempre.


Certamente, ao sabermos que Deus conhece todas as coisas, além de temor, também traz confiança e alegria em meio às aflições da vida. Ele toma as melhores decisões e atua através dos melhores meios para atingir os fins. Deus conhece o início e o fim, bem como cada passo dado nesse intervalo. Seu conhecimento perfeito resulta numa sabedoria perfeita e consequentemente em resultados perfeitos que nos beneficiam. Devemos confiar nele, pois Ele é “o Deus único e sábio” (Rm 16.27).


Muitas vezes nós almejamos ser sábios em muitos eventos, a fim de querer fazer planos e realizá-los conforme o nosso anseio. Nesse sentido, na tomada de decisões sem examinar e levar em consideração a perfeita vontade de Deus, nos tornamos tolos e, consequentemente, acarretamos uma série de sofrimentos sobre nós. Não há bênção em qualquer empreendimento por mais sucesso que faça diante dos homens, se não estiver de acordo com a vontade de Deus. Devemos pedir sabedoria a Deus em todas as coisas, pois ele sabe o que é melhor em cada situação e nos guiará pelos melhores caminhos, através das melhores decisões. Sendo assim, devemos planejar e realizar levando em consideração a vontade revelada de Deus na Bíblia, isso é agir com sabedoria. Entretanto, mesmo agindo conforme a Palavra - lei de Deus, nem tudo ocorre como planejamos, com isso ficamos frustrados, e muitas vezes tristes. Assim, devemos considerar que em sua soberania Deus sabe de todas as coisas, e age para o nosso bem, mesmo diante do sofrimento (Rm. 8:28.).


Só para exemplificar, o salmista Davi encontrou conforto no fato de Deus saber tudo a seu respeito, independente de lugar ou situação em que ele estivesse, ele sabia que Deus o guiaria e o sustentaria com sua graça e poder: “Se subo aos céus, lá estás; se faço a minha cama no mais profundo abismo, lá estás também; se tomo as asas da alvorada e me detenho nos confins dos mares, ainda ali a tua mão me guiará, e a tua mão direita me susterá. Se eu digo: ‘As trevas, com certeza, me encobrirão, e a luz ao redor de mim se fará noite’, até as próprias trevas não te serão escuras, e a noite é tão clara como o dia. Para ti, as trevas e a luz são a mesma coisa.” Sl. 139:7


Diante da revelação de Deus sobre quem Ele é, e como Ele age com sabedoria, nos surpreendendo e para o nosso bem, devemos confiar em Deus em meio a qualquer circunstância, por mais difícil que seja. Ele sabe o que é melhor para nós, tanto sabe como também sofreu assim como nós. Deus, na pessoa do Filho, veio a este mundo para sofrer e morrer por pecadores; sendo assim, quando conhecemos o que Deus nos fez através de Jesus Cristo, e O recebemos no coração, seremos capazes de enfrentar com alegria todos os tipos de aflições com a certeza de que um dia tudo cessará, quando Deus fizer novas todas as coisas (Ap 21; 22).


Por Thiago da Silva Vieira
 



Mais artigos de Thiago da Silva Vieira

Mais notícias

Mais notícias…

Jornal Democrata
São José do Rio Pardo e Região
Whats 19 3608-5040
Tel.: 19 3608-5040

Siga-nos nas Redes Sociais