SÃO JOSÉ DO RIO PARDO E REGIÃO – ANO 34



Quem é o responsável pelo furto de fios elétricos em praça pública em Mococa?

20/12/2021

Compartilhar



 Prefeito de Mococa, Eduardo Barison, efetuou postagem comentando furto de fios elétricos em iluminação de praça pública e arriscou: "Quem teria interesse em sabotar?"

Se o prefeito sabe que foi sabotagem, e não lavrou boletim de ocorrência nestes termos nem abriu processo sindicante para apurar autoria de dano planejado contra patrimônio público, estaria faltando com suas obrigações. 

Contudo, se não tem ideia das causas, a leitura do DEMOCRATA ajudaria muito. 

Reportagens e matérias do jornal explicam uma das causas do furto na praça: Em 29/09/2021; 29/4/2021; 3/8/2021; 29/7/2021; 8/9/2021; 29/7/2021.Basta clicar nos links e reler. 

Outra das causas também é conhecida dos leitores de DEMOCRATA. Algumas reportagens trataram do assunto. Vamos relembrar: 19/2/2021; 8/9/2021; 28/9/2021, entre outras.

Mais prováveL do que sabotagem, a falta de competência gerencial do atual prefeito pode estar na gênese deste e de muitos outros problemas que assolam Mococa, como uma catástrofe anunciada.

Barison desarticulou a GCM, que se viu reduzida a operadora de sistema zona azul e aplicadora de multas. Sem fazer a segurança dos prédios públicos, o que se viu - óbvio - foi o aumento da criminalidade. Prédios públicos e, agora, até fios de cobre vão sendo furtados. 

Outro problema que incide sobre a questão é a falta de planejamento em políticas públicas de assistência social. Com a população mais carente totalmente desassistida, com cestas básicas sendo distribuídas sem transparência a partir do gabinte do próprio prefeito, sem uma política pública voltada para proteger o patrimônio público, os amigos do governo podem até dizer que este é o melhor governo possível. Mas o tempo da informação de cabresto e do coronelismo nos meios de informação em massa chegaram ao fim.  Esse tipo de argumento, ou os elogios constantes que membros locais do grupo político inseridos em diferentes esferas de poder da república fazem-se mutuamente, não mudam uma verdade, inexorável: a cidade está como que abandonada. 

Quem mora, quem anda pelas ruas de Mococa, quem busca emprego em Mococa, sabe o que acontece na cidade. Com esta administração, se interessados em sabotar houvessem, não precisariam se dar ao trabalho: o prefeito e sua equipe, sem um plano de gestão claro e sem pessoas capacitadas nomeadas politicamente para alguns cargos - como Assistência Social e Segurança Pública - fazem mais mal à cidade do que qualquer súcia de sabotadores.

Outra ponta do problema é de natureza ótica. Quem deveria fiscalizar a conduta do prefeito e de seus diretores e agir, está míope. Ou vesgo. Só consegue olhar para trás, para antes de 1/1/2021, com miopia que faz ver erros em todo e qualquer ato do antigo governo. E, quando olha para o presente, a miopia não permite qualquer distinção ou erro no atual. 

Com essa tríade, resta à população o direito a informação, ao questoinamento saudável e a análise dos fatos. O poder do povo vem do voto. E votar errado pode ser uma importante ferramenta de aprendizagem democrática. 

 

 

 



Comentários


















Leia também:

Tapiratiba
Seguem aulas de cursos do SEBRAE de Administração e Corte e Costura

São Sebastião da Grama
Com apoio de Barros Munhoz, estrada de Grama a Caconde será recapeada

Casa Branca
DIPAM já pode ser entregue pelo produtor rural de Casa Branca

Caconde
Prefeitura dá prazo para limpeza de terrenos. Depois, cobrará pelo serviço

Mais notícias…




Jornal Democrata
São José do Rio Pardo e Região
Whats 19 3608-5040
Tel.: 19 3608-5040

Siga-nos nas Redes Sociais

contato@jornaldemocrata.com.br