SÃO JOSÉ DO RIO PARDO E REGIÃO – ANO 34



Causa pela qual vale morrer

13/05/2021 - por Thiago da Silva Vieira

A palavra “Mártir” (do grego martys, “testemunha”), passou a significar cristãos que são mortos por sustentar suas crenças desde o primeiro século.
Segundo relatório da ONG Portas Abertas, 340 milhões de cristãos foram fortemente perseguidos em todo o mundo em 2020. Segundo o atual relatório de 2021 da mesma ONG: 13 cristãos no mundo todo são mortos por causa de sua fé todos os dias. 12 templos cristãos são atacados diariamente. E todos os dias, 12 cristãos são injustamente detidos ou presos, e outros 5 são sequestrados.
O Evangelho é o poder de Deus para salvar pecadores da condenação eterna, transformar a sociedade em suas estruturas e relacionamentos, vencendo o mal com o bem. O evangelho é o Poder por qual vale a pena morrer.
Nas palavras de Justino Mártir: “Aquele que ama a verdade tem de escolher, de toda maneira possível, fazer e dizer o que é certo, mesmo quando ameaçado de morte, em vez de salvar a sua própria vida”.
Os cristãos são perseguidos porque escolheram a verdade. Os cristãos morrem não porque são covardes, mas porque são corajosos. Os cristãos são mortos não porque não tem poder militar para enfrentar seus inimigos, mas porque possui todo o Poder para vencê-los e salvá-los. Esse Poder conquista corações, ao invés de propriedades com escravos.
Eles mostram amor as pessoas, porém alguns os perseguem. Levam a paz, mas recebem guerra. Eles trazem mensagens de esperança, mas o mundo ama a morte. Eles não temem a morte, pois já tem a vida eterna.
Eles são pobres, mas enriquecem a muitos; carecem de tudo, mas possuem tudo em abundância. Eles pagam o mal com o bem, calúnia com a verdade. Eles são perseguidos, mas não perseguem. Não reagem as injúrias, pois entregam o direito de vingança a Deus. Sofrem com alegria, sabendo que o seu Senhor é digno de ser glorificado até com a morte deles.
A mensagem do Reino de Deus avança não por meio de violência, mas por palavras e ações de amor. Afinal, nosso Rei não venceu utilizando-se de seu poderio militar, seu reino não utiliza instrumentos desse mundo para conquistar, mas Ele venceu através do amor por pecadores, sofrimento e morte na cruz. Sendo vindicado ao vencer a morte e entronizado como Rei dos reis e Senhor dos senhores.
Na Epístola a Diogneto (120 d.C), capítulo 7, o autor menciona morte por feras selvagens: “Você não tem visto cristãos sendo lançados às bestas selvagens para fazerem-nos negar seu Senhor, mas eles permanecem invictos? Você não vê que, quanto mais eles sofrem, mais cresce o número dos restante? Estas coisas não parecem obra de homem; elas são o poder de Deus e os sinais evidentes de sua presença.”
Precisamos orar pelos cristãos perseguidos para que Deus o preserve na fé e para que a mensagem do evangelho avance através deles, conquistando os corações dos rebeldes. Porém com fé. Não se enganem, não sejam pessimistas, pois a perseguição aos cristãos em todo o mundo não é sinal que o mundo está piorando, que a igreja está sendo esmagada por seus algozes, pelo contrário, é sinal da presença do Reino da luz avançando sobre o reino das trevas. É o evangelho avançando a todas as nações, despertando oposição dos vencidos aos vencedores.
Como disse Tertuliano, o teólogo e pai da igreja: “O sangue dos cristãos é semente da igreja”. O Reino vai avançar até alcançar todo o mundo.
Lembrar-se-ão do Senhor e a ele se converterão os confins da terra; perante ele se prostrarão todas as famílias das nações. Pois do Senhor é o reino, é ele quem governa as nações. Salmos 22:27-28.

 


Por Thiago da Silva Vieira


Texto publicado originalmente na versão impressa de DEMOCRATA, 1665, de 1º de maio de 2021, p.11

Mais artigos de Thiago da Silva Vieira

30/05/2021 - A eficácia e a necessidade de armas para defesa pessoal


30/05/2021 - Pedro e Judas Iscariotes: dois discípulos, dois destinos


22/05/2021 - A felicidade dos mansos


13/05/2021 - A necessidade da família


13/05/2021 - Causa pela qual vale morrer


13/05/2021 - O desejo de morrer e o sentido da vida


17/04/2021 - Chegou a sua vez de sofrer


20/03/2021 - Nossa esperança na pandemia


13/03/2021 - A Maravilhosa Graça de Deus em meio ao pecado


06/03/2021 - Livre arbítrio - Parte II























Jornal Democrata
São José do Rio Pardo e Região
Whats 19 3608-5040
Tel.: 19 3608-5040

Siga-nos nas Redes Sociais

contato@jornaldemocrata.com.br