SÃO JOSÉ DO RIO PARDO E REGIÃO – ANO 34



Cristãos e a humildade

09/01/2021 - por Thiago da Silva Vieira

“Deus se opõe aos orgulhosos, mas concede graça aos humildes”. [Tiago 4:6]


Há várias acusações contra os cristãos protestantes de que são arrogantes e intolerantes. Afirmam que, por terem um bom conhecimento teológico, os cristãos muitas vezes são orgulhosos contra aqueles que discordam deles em variados assuntos. Dizem que eles não aceitam opiniões contrárias às suas e arrogam para si a posse da verdade. Sendo assim, são xingados de intolerantes, extremistas, puritanos, orgulhosos, sem amor e que, ao invés de serem humildes por terem conhecimento da Palavra de Deus, são inchados de orgulho. Será que todos aqueles que acusam os cristãos de arrogância estão com a razão? Creio que a maioria seja acusações falsas. Confessamos que a Bíblia é a Palavra de Deus autoritativa, inerrante, infalível e suficiente (2 Tm 3:16–17). A Palavra de Deus é a verdade (Jo 17:17). Isso significa que qualquer crença que seja contrária à Bíblia é uma mentira que deve ser rejeitada. Todas as crenças de um cristão devem ter como base a Escritura Sagrada, o contrário disso, é viver segundo a sua própria autoridade e soberania. Tudo que não provém da Escritura deve ser rejeitado, não importa quem esteja falando, pode ser um rei, ou o papa, ou um pastor, ou um sábio, ou um irmão piedoso alegando que teve um sonho, ou uma revelação da parte de Deus. O que importa é o que Deus disse na Bíblia.


O contrário da crença na verdade revelada por Deus na Escritura é o relativismo. O relativismo afirma que não existe uma realidade objetiva e absoluta. Não há nenhum padrão externo de medir a veracidade ou a falsidade de uma afirmação. Cada indivíduo tem a sua verdade. Ou seja, não há um padrão, uma regra fora de nós à qual todos devem ser submissos. O que é verdade para um pode não ser para outro, diz o relativismo. Porém, nós, cristãos, cremos que a Bíblia é a regra para todos. Todos os pensamentos, opiniões e ideias devem ser submissos ao Padrão da Escritura Sagrada. Na atualidade, quem crê, defende e ensina com toda convicção a verdade da Escritura é chamado de orgulhoso, intolerante e fundamentalista. Vivemos em uma época onde os significados das palavras “orgulhoso e humilde” foram redefinidos. “Orgulhoso”, atualmente, é definido por muitos como ter convicção de algo e rejeitar tudo que está contra esse algo. “Humilde” é definido como aquele que crê que cada um deve ter a sua opinião respeitada e aceita, mesmo que contrarie a Bíblia. Humildade virou sinônimo de relativismo. Aqui está a resposta do porquê muitos cristãos são chamados de orgulhosos e intolerantes. Infelizmente está crescendo o número de pessoas que se intitulam cristãos que são ecumênicos, relativistas, covardes, que confessam que creem na Bíblia, mas aceitam opiniões contrárias a ela. Muitos fazem isso por medo de serem rejeitados por grupos de amigos e contatos que lhes fazem bem de alguma forma. Esses preferem agradar aos homens do que a Deus. Por desejarem ser chamados de humildes, acabam negociando a verdade para agradar e receber o louvor de todos. Esses são os verdadeiros orgulhosos, pois amam mais a si mesmos do que a Deus, rejeitando a qualquer custo sofrer por amor à verdade. Notem que os significados das palavras “humilde” e “orgulhoso” foram invertidos. Aqueles que afirmam não ter uma opinião formada sobre a verdade, aceitando a opinião de todos, são abraçados como humildes. Já os que possuem convicção da Verdade revelada na Bíblia e se opõem a todas as opiniões contrárias, são chamados de orgulhosos. Devemos atribuir o verdadeiro significado às palavras “orgulhoso” e “humilde”:


1. O orgulhoso firma-se, acima de tudo, em suas próprias opiniões, rejeitando as correções da autoridade absoluta de Deus sobre sua vida. Essa é uma maneira de manter seu orgulho, negando uma autoridade que venha de fora: “Faço as minhas regras”. É a vontade pecaminosa de ser seu próprio senhor. Os homens sempre quiseram ser soberanos sobre suas vidas, possuir autoridade sobre seus pensamentos, suas decisões e seus destinos. Foi isso que Satanás ofereceu a Eva: “certamente não morrerás”. Ou seja, “A Palavra de Deus não é a Verdade. Não seja convicta do que Deus disse. Tenha sua opinião e aceite a minha. Não seja serva, seja senhora de si mesma.”


2. O humilde é aquele que submete-se à Palavra de Deus, reconhecendo a si mesmo como servo e filho de Deus, que rege as nossas vidas segundo a sua Palavra. Ser humilde é se curvar diante da Verdade revelada na Escritura. Jesus é o maior exemplo de humildade. Ele não aceitou opiniões contrárias à Palavra de Deus. Jesus Cristo se submeteu ao Pai até a morte na cruz (Fp 2.5-8). Em um mundo relativista, ter convicção de algo é ser chamado de arrogante, intolerante, perigoso e sem amor. Muitos cristãos, por medo, acabam aderindo ao relativismo e acusando de soberbos todos os que são firmes na Verdade.


É por isso que hoje cada um quer ter sua própria opinião sobre determinados assuntos. Sobre casamento, sexualidade, aborto, política, salvação, pena de morte, etc . Cada um vai dizer: “penso assim, creio assim”. Mas o Cristão que tem suas convicções alicerçadas no Padrão Bíblico irá dizer: “Não importa sua opinião, não importa o que você acha. O que importa é o que a Bíblia diz.” Cristãos não são arrogantes quando pregam, defendem e rejeitam opiniões contrárias à Bíblia. Eles são humildes quando fazem isso. Arrogantes são aqueles que querem ter suas opiniões aceitas, toleradas, agradando a todos. Se você não tem convicções por ter medo de se posicionar do lado da verdade, você não está agindo como um servo de Cristo, mas contra Cristo. Você é um orgulhoso. Porém, se você fala a verdade com convicção você será chamado orgulhoso, mas não se preocupe, pois se chamaram Belzebu ao Pai de família, quanto mais aos seus criados. Se ter convicções do lado da verdade por amor a Cristo e ao próximo é ser orgulhoso, então devemos ser “orgulhosos”.


 

Mais artigos de Thiago da Silva Vieira

13/05/2021 - A necessidade da família


13/05/2021 - Causa pela qual vale morrer


13/05/2021 - O desejo de morrer e o sentido da vida


17/04/2021 - Chegou a sua vez de sofrer


20/03/2021 - Nossa esperança na pandemia


13/03/2021 - A Maravilhosa Graça de Deus em meio ao pecado


06/03/2021 - Livre arbítrio - Parte II


26/02/2021 - Livre arbítrio - Parte I


13/02/2021 - Pobres e felizes


06/02/2021 - Qual deve ser a atitude do cristão em relação aos falsos mestres?























Jornal Democrata
São José do Rio Pardo e Região
Whats 19 3608-5040
Tel.: 19 3608-5040

Siga-nos nas Redes Sociais

contato@jornaldemocrata.com.br